RELÓGIO

PORTAL OESTE NEWS

PORTAL OESTE NEWS
PORTAL OESTE NEWS, CRIADO A 28 DE DEZEMBRO DE 2008, PELO STPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR. A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, COM 1109 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS, SENDO 13 BLOGS, 1090 LINKS, DOIS ORKUT’S,UM YOUTUBE, UM TWITTER, UM MSN E UMA PÁGINA MUSICAL, COM DESTAQUE PARA A MINHA QUERIDA E AMADA PMRN, COM 157 LINKS. ACESSE E CONFIRA!!!

sábado, 11 de junho de 2011

CURSO DE PEDAGOGIA DA UERN

O CURSO DE PEDAGOGIA DA UERN FOI RECONHECIDO PELO DECRETO Nº 72263, DATADO DE 15 DE MAIO DE 1973, COM CARGA HORÁRIA DE 3205 HORAS, COM PERÍODO DE 4 ANOS EM 8 SEMESTRES.

CIENCIAS CONTÁBEIS DA UERN

O CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA UERN FOI RECONHECIDO PELA PORTARIA N] 412, DE 6 DE JULHO DE 1987, COM CARGA HORÁRIA DE 3420 HORAS, COM PERÍODO DE 5 ANOS

LÍNGUA PORTUGUESA DA UERN

CURSO RECONHECIDO PELO DECRETO Nº 71406, DE 21 DE NOVEMBRO DE 1972, COM CARGA HORÁRIA DE 3350, COM PERÍODO DE 4 ANOS EM 8 SEMESTRES

CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DA UERN

RECONHECIDO PELO DECRETO Nº 69.057, DE 13 DE AGOSTO DE 1971, COM 3210 CARGA HORÁRIA E DURAÇÃO DE 4 ANOS E 8 MESES

CIÊNCIAS ECONÔMICAS DA UERN



:: HISTÓRICO:

Criado pelo Decreto nº 62.348, datado de 5 de março de1968

:: ADMINISTRAÇÃO

Diretor: Prof. Flávio José Dias Xavier
Vice-diretor: Prof. Ivanaldo Gaudêncio

:: ENDEREÇO

Campus Universitário Central, Setor IV
BR 110, KM 48, Rua Prof. Antônio Campos, Costa e Silva
59610-090 - Mossoró-RN

:: TELEFONE:

(84) 3315-2198

:: MODALIDADE:

Bacharelado

:: CARGA HORÁRIA TOTAL:

2760 horas -

:: TEMPO DO CURSO:

Entre 5 e 7 anos (máximo)

:: OBJETIVO DO CURSO:

Formar profissionais capazes de interpretar, analisar e criticar a realidade sócio-econômica e nela intervir, embasados no caráter pluralista da Ciência, formada por correntes de pensamentos e paradigmas diversos.

:: PERFIL DO FORMANDO:

Profissionais que detenham conhecimentos históricos, habilidade com instrumentais analíticos e de mensuração dos fenômenos sócio-econômicos, embasamento técnico-científico e postura ética.

:: CAMPO DE ATUAÇÃO:

Setor público: atua como gestor público, formulador de políticas, planejamento e orçamento;
Iniciativa privada: elaboração e análise de projetos de viabilidade econômica, analista, consultor;
Outros: organizações não-governamentais, pesquisador ligado à instituições de pesquisa e universidades.

:: ATRIBUIÇÕES DO PROFISSIONAL FORMADO:

Desenvolver raciocínios logicamente consistentes;
Ler e compreender textos econômicos;
Dissertar sobre temas econômicos;
Lidar com conceitos teóricos fundamentais da Ciência Econômica;
Utilizar o instrumental econômico para analisar situações históricas concretas;
Utilizar formulações matemáticas e estatísticas na análise dos fenômenos sócio-econômicos;
Diferenciar correntes teóricas a partir de distintas políticas econômicas;
Competência para atuar nas áreas de políticas públicas, agricultura, economia dos recursos naturais e economia e gestão de empresas;
Compreender a problemática regional do Nordeste, a economia local e a sua inserção no contexto nacional.

O curso de Ciências Econômicas da UERN-Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Campus Central, criado Decreto nº 62.348m datado de 5 de março de1968 está estruturado para oferecer ao futuro economista uma formação que contemple um sólido conhecimento teórico-instrumental das questões econômicas e das demais necessárias a completa formação do profissional. Tem como missão a formação de um profissional empreendedor, apto a atuar nas diferentes áreas da economia, cujo diferencial, é a sua capacidade de intervir no processo de desenvolvimento da competitividade sistêmica das organizações. Neste contexto, o aluno dispõe de uma moderna estrutura de ensino com laboratórios, bibliotecas, banco de dados, bem como, de oportunidades de desenvolvimento de pesquisas e atividades de extensão universitária, capacitando-o a uma formação plena para atuação profissional.


ÁREA DO CONHECIMENTO

O estudo econômico faz parte de uma das mais abrangentes categorias do conhecimento humano, as ciências sociais. Neste contexto, a ciência econômica centra sua atenção na eficiente produção e distribuição de riquezas, visando o bem estar da sociedade como um todo. Modernamente, com o rápido avanço das novas tecnologias, utilizadas tanto na produção como nas comunicações, a sociedade evolui com grande rapidez para um sistema de interações globais, onde as relações entre agentes e sistemas ficam mais complexas. Assim, faz-se necessário, cada vez mais, o conhecimento mais aprofundado da ciência econômica, pois através dela torna-se possível a correção de desvios verificados na busca de melhorias para a sociedade bem como, a garantia da sustentabilidade da produção de riquezas para as gerações futuras com a exploração racional dos recursos ambientais.


CAMPOS DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL

O economista é um profissional preparado para tomar decisões em ambientes complexos, dada a sua formação holística, ou seja, possuir uma visão sistêmica das várias interações que regem a vida da sociedade e das organizações. Ele está habilitado a utilização de conhecimentos teórico-práticos não só na solução de conflitos localizados, mas com uma visão de conjunto das inter-relações que interferem nos resultados esperados. Assim, o economista atua tanto nas áreas pública como privada, em setores que necessitem de ações eficientes, como os mercados (de bens e serviços e financeiros), de produção e distribuição de riquezas, na execução, implantação e acompanhamento de políticas públicas, orçamentárias e de planejamento. No ambiente internacional o economista se insere como um profissional de necessária atuação, dado o seu potencial de visão e reflexão dos problemas da sociedade com um todo. Na UERN, o aluno do curso de economia receberá toda a qualificação necessária, capacitando-o a uma atuação eficiente na vida profissional, pois além dos conhecimentos teórico-práticos recebidos ele terá uma formação voltada a promoção humana e ao conseqüente

CURSOS DE CIE

MEU CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS NA UERN


CIÊNCIAS ECONÔMICAS



:: HISTÓRICO:

Criado pelo Decreto nº 62.348, datado de 5 de março de1968

:: ADMINISTRAÇÃO

Diretor: Prof. Flávio José Dias Xavier
Vice-diretor: Prof. Ivanaldo Gaudêncio

:: ENDEREÇO

Campus Universitário Central, Setor IV
BR 110, KM 48, Rua Prof. Antônio Campos, Costa e Silva
59610-090 - Mossoró-RN

:: TELEFONE:

(84) 3315-2198

:: MODALIDADE:

Bacharelado

:: CARGA HORÁRIA TOTAL:

2760 horas -

:: TEMPO DO CURSO:

Entre 5 e 7 anos (máximo)

:: OBJETIVO DO CURSO:

Formar profissionais capazes de interpretar, analisar e criticar a realidade sócio-econômica e nela intervir, embasados no caráter pluralista da Ciência, formada por correntes de pensamentos e paradigmas diversos.

:: PERFIL DO FORMANDO:

Profissionais que detenham conhecimentos históricos, habilidade com instrumentais analíticos e de mensuração dos fenômenos sócio-econômicos, embasamento técnico-científico e postura ética.

:: CAMPO DE ATUAÇÃO:

Setor público: atua como gestor público, formulador de políticas, planejamento e orçamento;
Iniciativa privada: elaboração e análise de projetos de viabilidade econômica, analista, consultor;
Outros: organizações não-governamentais, pesquisador ligado à instituições de pesquisa e universidades.

:: ATRIBUIÇÕES DO PROFISSIONAL FORMADO:

Desenvolver raciocínios logicamente consistentes;
Ler e compreender textos econômicos;
Dissertar sobre temas econômicos;
Lidar com conceitos teóricos fundamentais da Ciência Econômica;
Utilizar o instrumental econômico para analisar situações históricas concretas;
Utilizar formulações matemáticas e estatísticas na análise dos fenômenos sócio-econômicos;
Diferenciar correntes teóricas a partir de distintas políticas econômicas;
Competência para atuar nas áreas de políticas públicas, agricultura, economia dos recursos naturais e economia e gestão de empresas;
Compreender a problemática regional do Nordeste, a economia local e a sua inserção no contexto nacional.

O curso de Ciências Econômicas da UERN-Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Campus Central, criado Decreto nº 62.348m datado de 5 de março de1968 está estruturado para oferecer ao futuro economista uma formação que contemple um sólido conhecimento teórico-instrumental das questões econômicas e das demais necessárias a completa formação do profissional. Tem como missão a formação de um profissional empreendedor, apto a atuar nas diferentes áreas da economia, cujo diferencial, é a sua capacidade de intervir no processo de desenvolvimento da competitividade sistêmica das organizações. Neste contexto, o aluno dispõe de uma moderna estrutura de ensino com laboratórios, bibliotecas, banco de dados, bem como, de oportunidades de desenvolvimento de pesquisas e atividades de extensão universitária, capacitando-o a uma formação plena para atuação profissional.


ÁREA DO CONHECIMENTO

O estudo econômico faz parte de uma das mais abrangentes categorias do conhecimento humano, as ciências sociais. Neste contexto, a ciência econômica centra sua atenção na eficiente produção e distribuição de riquezas, visando o bem estar da sociedade como um todo. Modernamente, com o rápido avanço das novas tecnologias, utilizadas tanto na produção como nas comunicações, a sociedade evolui com grande rapidez para um sistema de interações globais, onde as relações entre agentes e sistemas ficam mais complexas. Assim, faz-se necessário, cada vez mais, o conhecimento mais aprofundado da ciência econômica, pois através dela torna-se possível a correção de desvios verificados na busca de melhorias para a sociedade bem como, a garantia da sustentabilidade da produção de riquezas para as gerações futuras com a exploração racional dos recursos ambientais.


CAMPOS DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL

O economista é um profissional preparado para tomar decisões em ambientes complexos, dada a sua formação holística, ou seja, possuir uma visão sistêmica das várias interações que regem a vida da sociedade e das organizações. Ele está habilitado a utilização de conhecimentos teórico-práticos não só na solução de conflitos localizados, mas com uma visão de conjunto das inter-relações que interferem nos resultados esperados. Assim, o economista atua tanto nas áreas pública como privada, em setores que necessitem de ações eficientes, como os mercados (de bens e serviços e financeiros), de produção e distribuição de riquezas, na execução, implantação e acompanhamento de políticas públicas, orçamentárias e de planejamento. No ambiente internacional o economista se insere como um profissional de necessária atuação, dado o seu potencial de visão e reflexão dos problemas da sociedade com um todo. Na UERN, o aluno do curso de economia receberá toda a qualificação necessária, capacitando-o a uma atuação eficiente na vida profissional, pois além dos conhecimentos teórico-práticos recebidos ele terá uma formação voltada a promoção humana e ao conseqüente

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA UERN

HABILITAÇÃO: BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO. FOI RECONHECIDO PELO DECRETO Nº 78836, DE 22 DE JUNHO DE 1977, COM 3300 HORAS, COM DURAÇÃO DE 5 ANOS E 10 MESES

quarta-feira, 1 de junho de 2011

CAMPUS CENTRAL DA UERN - MOSSORO


A Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte (FURRN) foi criada pela Lei Municipal Nº 20/68, de 28 de setembro de 1968, assinada pelo prefeito Raimundo Soares de Souza (01/07/1920 – 30/10/1996), com o objetivo de implantar progressivamente e manter a Universidade Regional do Rio Grande do Norte (URRN). Entretanto, o sonho de dotar Mossoró de uma instituição de ensino superior é mais antigo. Seu marco inicial é a Faculdade de Ciências Econômicas de Mossoró (FACEM), instituída através da Resolução n.º 01/43, de 18 de agosto de 1943, por iniciativa da Sociedade União Caixeiral, mantenedora da Escola Técnica de Comércio União Caixeiral. À luta do grupo de idealistas da União Caixeiral, somou–se a União Universitária Mossoroense, entidade fundada em 9 de julho de 1955, composta por universitários de Mossoró que estudavam em outras cidades. A entidade foi presidida por João Batista Cascudo Rodrigues que veio a ser o primeiro reitor da URRN. Como resultado desses esforços, surgiu, com a Lei Municipal n.º 41/63, de 5 de dezembro de 1963, sancionada pelo prefeito Antônio Rodrigues de Carvalho, a Fundação para o Desenvolvimento da Ciência e da Técnica (FUNCITEC) que, em 1968, foi transformada em FURRN pelo então prefeito Raimundo Soares de Souza. Após a transformação da FUNCITEC em FURRN, Monsenhor Walfredo Gurgel, então governador do Rio Grande do Norte, autorizou o seu funcionamento como instituição superior, através do Decreto Estadual n.º 5.025, de 14 de novembro de 1968. Integravam, inicialmente, a URRN, nos termos da Lei n.º 20/68, a Faculdade de Ciências Econômicas de Mossoró, a Faculdade de Serviço Social de Mossoró, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mossoró e a Escola Superior de Enfermagem de Mossoró. Em 19 de fevereiro de 1973, o prefeito Jerônimo Dix-huit Rosado Maia segmentou a administração da Instituição. Assim, a FURRN passou a ser gerida por um presidente, a quem cabia as atividades burocráticas e a captação de recursos financeiros, e a URRN, por um reitor, incumbido das ações acadêmicas. Esse modelo administrativo vigorou por alguns anos, voltando mais tarde uma só pessoa a gerir, juntamente com os conselhos superiores, a mantenedora (FURRN) e a mantida (URRN). Um dos passos mais importantes para a continuidade da Instituição foi dado no dia 8 de janeiro de 1987. Naquela data, o governador Radir Pereira, através da Lei nº5.546, estadualizou a FURRN, que já contava com o Campus Universitário Central e os Campi Avançados de Açu, Patu e Pau dos Ferros. A luta pela estadualização uniu todos os segmentos acadêmicos e vários setores da comunidade. Duas pessoas aí se destacaram: Jerônimo Dix-huit Rosado Maia, que fez, em seu segundo mandato como prefeito, a doação do patrimônio da FURRN ao Estado, e o reitor Sátiro Cavalcanti Dantas, que comandou o processo em um momento de grave crise. Outro passo importante na história da URRN foi o seu reconhecimento pelo Conselho Federal de Educação, em sessão realizada no dia 4 de maio de 1993, conforme Portaria Ministerial n.º 874, de 17 de junho de 1993, e Decreto n.º 83.857, de 15 de agosto de 1993, do ministro Murílio de Avellar Hingel. Em 29 de setembro de 1997, o governador Garibaldi Alves Filho, através da Lei Estadual n.º 7.063, transformou a Universidade Regional do Rio Grande do Norte em Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, mantendo, no entanto, a sigla URRN. Em 15 de dezembro de 1999, o Governo do Estado, através da Lei n.º 7.761, alterou a denominação de Universidade Estadual do Rio Grande do Norte para Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN, o que implicou na alteração, também, da denominação da mantenedora, passando de Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte para Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - FUERN, através do Decreto Nº 14.831, de 28 de março de 2000.

Na UERN são oferecidos 31 cursos, com 71 opções, nas diversas regiões do Estado do Rio Grande do Norte, entre licenciaturas e bacharelados, o que totaliza 2.220 vagas

Entre eles está o Curso de Medicina, na Faculdade de Ciências da Saúde, situada ao lado do Hospital regional Tarcísio Maia, criado pela Le nº 7.995, de 29 de outubro de 2001, sancionado pelo então governador Garibaldi Alves Filho, cujo projeto de lei foi de autoria da deputada Sandra Rosado, que teve o primeiro vestibular iniciado no dia 21 de março de 2004, com 1825 inscritos, para 26 vagas, tendo como primeiro colocado o aluno Alcides de Oliveira Barros Filho (escola pública) e André Corsino da Costa (ESCOLA PRIVADA), cujos resultados foram divulgados no dia 2 de abril de 2004

CORPO DO FUNDADOR E PRIMEIRO REITOR DA UERN FOI SEPULTADO EM 05/10/2009



Foi sepultado na manhã do dia 5 de outubro de 2009, no Cemitério São Sebastião o corpo do fundador e primeiro reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), João Batista Cascudo Rodrigues.
O ex-reitor e escritor faleceu no sábado, 3, em Brasília (DF), onde morava, e seu corpo foi transportado na noite de sábado para Mossoró. Ele tinha 76 anos e sofria de câncer.
Durante o velório ocorrido no domingo, 4, autoridades políticas e acadêmicas visitaram o salão principal da Reitoria da Uern, no centro da cidade. Entre eles, os ex-reitores Laplace Coelho Rosado, Nevinha Gurgel e Elder Heronildes, ex-prefeito de Natal Jorge Ivan Cascudo Rodrigues (que é irmão de João Batista) e a vereadora Niná Rebouças, de Mossoró.
O reitor da Uern, Milton Marques, decretou luto oficial por três dias pelo falecimento de João Batista Cascudo. A portaria também suspendeu as atividades acadêmicas e administrativas na segunda-feira, data prevista para o início do segundo semestre letivo.
Milton Marques destacou que a história de João Batista se confunde com a da própria universidade, tendo prestado relevantes serviços nos momentos mais cruciais, fincando os alicerces para que a instituição pudesse dar passos significativos no seu futuro. "Ele sempre serviu de forma desprendida e com amor, e dessa forma, todas as ações que ele procedeu renderam grandes e bons frutos", diz.
João Batista Cascudo Rodrigues nasceu em Mossoró, no dia 23 de junho de 1934. Filho de Adolfo Rodrigues e Ozelita Cascudo Rodrigues, estudou em Mossoró até o ginasial, no Ginásio Diocesano Santa Luzia, e se mudou para Natal, onde cursou o ensino médio no Atheneu Norte-rio-grandense.
Do Rio Grande do Norte seguiu para Alagoas, para fazer o curso de Direito na Faculdade de Direito de Alagoas. Com a conclusão do curso superior, retornou ao Rio Grande do Norte. Em Mossoró, atuoCorpo do fundador e primeiro reitor da Uern foi sepultado ontem
Foi sepultado na manhã de ontem no Cemitério São Sebastião o corpo do fundador e primeiro reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), João Batista Cascudo Rodrigues.
O ex-reitor e escritor faleceu no sábado, 3, em Brasília (DF), onde morava, e seu corpo foi transportado na noite de sábado para Mossoró. Ele tinha 76 anos e sofria de câncer.
Durante o velório ocorrido no domingo, 4, autoridades políticas e acadêmicas visitaram o salão principal da Reitoria da Uern, no centro da cidade. Entre eles, os ex-reitores Laplace Coelho Rosado, Nevinha Gurgel e Elder Heronildes, ex-prefeito de Natal Jorge Ivan Cascudo Rodrigues (que é irmão de João Batista) e a vereadora Niná Rebouças, de Mossoró.
O reitor da Uern, Milton Marques, decretou luto oficial por três dias pelo falecimento de João Batista Cascudo. A portaria também suspendeu as atividades acadêmicas e administrativas na segunda-feira, data prevista para o início do segundo semestre letivo.
Milton Marques destacou que a história de João Batista se confunde com a da própria universidade, tendo prestado relevantes serviços nos momentos mais cruciais, fincando os alicerces para que a instituição pudesse dar passos significativos no seu futuro. "Ele sempre serviu de forma desprendida e com amor, e dessa forma, todas as ações que ele procedeu renderam grandes e bons frutos", diz.
João Batista Cascudo Rodrigues nasceu em Mossoró, no dia 23 de junho de 1934. Filho de Adolfo Rodrigues e Ozelita Cascudo Rodrigues, estudou em Mossoró até o ginasial, no Ginásio Diocesano Santa Luzia, e se mudou para Natal, onde cursou o ensino médio no Atheneu Norte-rio-grandense.
Do Rio Grande do Norte seguiu para Alagoas, para fazer o curso de Direito na Faculdade de Direito de Alagoas. Com a conclusão do curso superior, retornou ao Rio Grande do Norte. Em Mossoró, atuou como promotor público, função que desenvolveu paralelamente às atividades de professor.
Ainda jovem, começou a ensinar no Ginásio Diocesano Santa Luzia e na Escola Normal, em Mossoró, e passou a integrar grupo de intelectuais que discutia a implantação de uma faculdade em Mossoró.
João Batista Cascudo Rodrigues participou da criação da Funcitec, fundação que possibilitou não apenas a criação da Furn, como também da antiga Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM), hoje Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA).u como promotor público, função que desenvolveu paralelamente às atividades de professor.
Ainda jovem, começou a ensinar no Ginásio Diocesano Santa Luzia e na Escola Normal, em Mossoró, e passou a integrar grupo de intelectuais que discutia a implantação de uma faculdade em Mossoró.
João Batista Cascudo Rodrigues participou da criação da Funcitec, fundação que possibilitou não apenas a criação da Furn, como também da antiga Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM), hoje Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA).

FONTE: JORNAL DE FATO, EDITADO NA CIDADE DE MOSSORÓ

Quem sou eu

Minha foto
SOU POLICIAL MILITAR DA RESERVA REMUNERADA DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, EXERCI A FUNÇÃO DE DELEGADO DE POLÍCIA NAS CIDADES DE APODI, FELIPE GUERRA,ITAÚ, RODOLFO FERNANDES, GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO, SÃO MIGUEL, DR. SEVERIANO, TENENETE ANANIAS E MARCELINO VIEIRA, ALÉM DE TER TRABALHADO NAS CIDADES DE MOSSORÓ, AREIA BRANCA, SERRA DO MEL, CARAÚBAS E PAU DOS FERROS. AMO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS E AMO AMO AO MEU PRÓXIMO COMO AMO A MIM MESMO. SOU TORCEDOR DO BARAÚNAS (MOSSORÓ) E FLUMINENSE(RJ, TENHO A POLÍCIA MILITAR DO MEU ESTADO COMO UMA VERDADEIRA MÃE, TENDO EM VISTA QUE FOI NELA QUE PUDE CRIAR MEUS FILHOS E APRENDER UM MONTÃO DE COISAS BOAS.

LINKS: EDUCAÇÃO